Bruno Groening (1906-1959)

O Círculo de Amigos Bruno Groening

Breve apresentação

Início

A fundadora do Círculo de Amigos de Bruno Gröning é a Sra. Grete Häusler (1922 a 2007). Em 1950, ela conheceu Bruno Gröning e recebeu a cura de três doenças incuráveis em seu primeiro encontro com ele. Em seguida, se tornou sua colaboradora e criou as comunidades da Áustria. Depois de 1959, constatou que as curas continuavam acontecendo. Em 1979 fundou o Círculo de Amigos que tem a incumbência de preservar a herança de Bruno Gröning para a posteridade e dar às pessoas que sofrem a possibilidade de receberem ajuda e cura. Inicialmente eram somente poucas pessoas com o mesmo interesse, mas nos anos 80 houve um crescimento vultuoso. Hoje, o Círculo de Amigos de Bruno Gröning é, à nível mundial, uma das maiores agremiações no segmento da cura pelo caminho espiritual e é dirigido pelo Sr. Dieter Häusler, filho da Sra. Grete Häusler.

Evolução

Em todos os países europeus bem como em todos os continentes do Mundo existem comunidades locais. Os amigos nelas incluidos se encontram a cada três semanas para participar das horas comunitárias. Os coordenadores das comunidades e seus ajudantes se reunem em Círculos de Trabalho para organizar as tarefas. Ao lado das horas comunitárias para adultos, também podem ser visitadas as horas comunitárias para crianças e jovens onde também acontecem curas. Para os médicos, terapeutas e outras pessoas ligadas a profissões médicas, existe o Grupo Especialista Médico-Científico (MWF) e comunidades de médicos.

Todos os ajudantes trabalham voluntariamente durante seu tempo livre. A obra de Bruno Gröning é mantida exclusivamente na base de donativos espontâneos. Não existem ligações financeiras ou jurídicas. O Círculo de Amigos está acima de todas as religiões, não estando ligada a nenhuma delas e nele existem pessoas de todas as grandes religiões do Mundo.

Seguindo o exemplo de Bruno Gröning, não são realizados diagnósticos, terapias, consultas ou tratamentos dentro do Círculo de Amigos. Não se recomenda ou fornece medicamento algum. Da mesma forma, não se desaconselha a procurar o médico, tomar medicamentos, fazer terapias ou se submeter a intervenção cirurgica. De acordo com Bruno Gröning, cada cura é uma ato de graça Divina. Por isso, não se faz promessas de cura dentro do Círculo de Amigos.

A nível mundial

Hoje, o Círculo de Amigos está espalhado pelo Mundo inteiro. Em todos os continentes existem comunidades, em todos os lugares acontecem curas. As palavras que Bruno Gröning pronunciou em Herford, em 1949, se confirmam cada vez mais: "Não é possível segurar, no mundo inteiro devem acontecer as curas."

Bruno Groening – uma pessoa incomum

Em 1949, da noite para o dia, o nome Bruno Groening surgia como grande destaque, na imprensa, no rádio e nos noticiários. Os acontecimentos envolvendo o "Doutor dos Milagres", como acabou sendo chamado, mantiveram a jovem república perplexa por vários meses. Foi produzido um filme, convocaram-se comissões de investigação científica e órgãos públicos, até os mais altos escalões, ocupavam-se ativamente com o caso Bruno Groening. O Ministro Social da região de Nordrheinwestfalen ordenou a perseguição de Bruno Groening, acusando-o de transgredir a Lei de Práticas de Cura (=medicinas alternativas), enquanto que o Presidente Executivo da Bavária declarava que não se deveria permitir, que uma "aparição excepcional" como essa sucumbisse a simples preceitos legais. O Ministério das Relações Interiores da Bavária definiu essa atividade como "Livre Ação de Amor".

O caso Bruno Groening gerou discussões fervorosas e controvertidas em todas as camadas da população, levantando emoções a altos níveis. Religiosos, médicos, jornalistas, juristas, políticos e psicólogos: todos falavam sobre Bruno Groening. Suas curas milagrosas eram, para alguns, verdadeiras dádivas de um Poder Superior e, para outros, charlatanice. No entanto, a efetividade das curas acabou sendo comprovada por análises médicas.

Nascido em Danzig em 1906 e emigrado, como exilado, para a Alemanha Ocidental após a 2ª guerra mundial, Bruno Groening era um simples trabalhador. Ganhava sua vida com as mais diferentes atividades. Foi marceneiro, operário de fábrica, portuário, entregador de telegramas e montador em indústria eletrônica, até que, subitamente, tornou-se alvo central do interesse público. A notícia das suas curas milagrosas espalhou-se pelo mundo todo. De todos os países vinham doentes, solicitações por carta e ofertas. Dezenas de milhares de pessoas procurando cura peregrinavam para os locais onde atuava. Uma revolução na medicina estava por acontecer.

Mas as forças opostas também estavam alí. Médicos influentes, funcionários de igrejas, juristas e ex-colaboradores faziam de tudo para impedir a ação de Bruno Groening. Proibições oficiais de cura o perseguiam, envolvendo-o em diversos processos. Todas as iniciativas para regularizar sua atividade fracassaram. De um lado, devido à forte resistência de certos segmentos da sociedade, de outro, pela incapacidade ou pela ganância de seus colaboradores. Quando Bruno Groening faleceu, em janeiro de 1959 em Paris, o último processo contra ele estava em pleno andamento. O processo foi encerrado e nenhuma sentença final foi proferida. Muitas questões, porém, continuaram abertas.

Os ensinamentos de Bruno Groening

Resumo

Os princípios de Bruno Groening baseiam-se na influência de forças espirituais sobre o ser humano. A influência dessas forças é maior do que a maioria das pessoas supõe.

Bruno Groening compara o ser humano a uma bateria. Na vida diária, cada um dispende energia. Frequentemente, porém, não é absorvida nova energia vital, na medida do necessário. Assim como uma bateria sem carga não funciona mais a contento, um corpo com insuficiente energia também não poderá desempenhar suas funções. Cansaço, nervosismo, medos e, por fim, doenças, são as consequencias.

Bruno Groening nos elucida, como cada um poderá abastecer novas energias. Para tanto, a fé no Bem é um requisito básico, bem como a vontade de alcançar a saúde. O ser humano está totalmente rodeado por ondas curativas, que ele apenas precisa absorver. Segundo Bruno Groening, não existe doença incurável. E isso vem sendo comprovado por inúmeros relatos médicos de êxito. As curas ocorrem por via espiritual e, por isso, não estão vinculadas ao corpo material de Bruno Groening.

Para receber essa corrente curativa, a pessoa se senta, com as mãos abertas. Braços e pernas não devem estar cruzados para não inibir o fluxo da corrente curativa. Pensar na doença e em preocupações cria obstáculos, enquanto que pensamentos voltados a algo belo e agradável favorecem o processo de cura.

Ao fluir pelo corpo, a corrente curativa incide em órgãos afetados pela doença e inicia, ali, sua ação purificadora. Este processo pode provocar dores, que nada mais são, do que sinais de que o corpo está sendo regenerado. Como a doença na sua essência não é da vontade de Deus, ela é gradativamente eliminada. Em certos casos isto também pode ocorrer espontaneamente. Para tanto, é necessário que a pessoa não mais ocupe sua mente com a doença, mas passe a acreditar que para Deus não existe o "incurável".

Os Amigos de Bruno Groening costumam preservar a saúde alcançada, sintonizando-se diariamente para recepção da corrente curativa. O corpo saudável é a base para uma vida em harmonia consigo mesmo, com as demais pessoas e com a natureza.

O objetivo dos ensinamentos de Bruno Groening é transformar o doente em pessoa feliz com a vida, livre de todos os fardos que possam oprimir seu corpo ou a sua mente.

Fonte: www.bruno-groening.org/portugues


Sarvas Ananda - 2009 - Todos os Direitos Reservados ©
contato@sarvasananda.com.br