Karma Yoga

Fonte: Livro Karma Yoga - Swami Vivekananda
 

  •   ... Depois de algum tempo, ele descobre não ser à felicidade, porém ao conhecimento que se dirige;  compreende que tanto o prazer como a dor são os seus mestres e que tanto aprende através do bem como do mal. (Pág.11)
 
  •  Em certas ocasiões a desgraça é melhor mestre do que a felicidade. (Pág. 12)
 
  • Se desejais conhecer o caráter de um homem, não vos detenhais em seus grandes atos. Qualquer néscio pode se converter em herói em certas circunstâncias. Observai um homem quando executa suas ações comuns e insignificantes; essas são em verdade as que revelam seu verdadeiro caráter, ou o caráter de um grande homem. As grandes ocasiões fazem grande o mais vulgar dos homens, porém só é grande aquele cujo caráter é sempre grande, sempre igual em todos os momentos. (Pág. 14)
 
  • Somos responsáveis pelo que somos e podemos nos converter naquilo que desejamos ser. O que somos agora é resultante de nossas ações passadas. Devemos atuar bem no presente, a fim de modelar resultados bons para o futuro que ambicionamos. (Pág. 16)
 
  • ... a ação não é nada mais do que a exteriorização do poder da mente, que já existia nela. O poder está dentro de cada homem, da mesma forma que o conhecimento. As ações são golpes que o despertam e o fazem seguir. (Pág. 16)
 
  • A maioria das pessoas não enxerga além de alguns anos, como certos animais não veem além de alguns passos. O mundo é um círculo estreito. Não temos paciência de olhar um pouco além, e por isto nos tornamos perversos e imorais. (Pág.18)
 
  • O homem ideal é aquele que em meio do maior silêncio e solidão encontra atividade intensa, e em meio da maior atividade sente o silêncio e a tranqüilidade do deserto. Um homem assim aprendeu o segredo da restrição: governa-se a si mesmo. Enquanto anda pelas ruas de uma grande cidade repleta de tráfico, sua mente está tranqüila como se estivesse em uma caverna aonde não pudesse chegar um único som, e trabalha intensamente todo o tempo. Este é o ideal do Karma Yoga, e se tiverdes alcançado, tereis aprendido realmente o segredo da ação. (Pág. 20)
 



Sarvas Ananda - 2009 - Todos os Direitos Reservados ©
contato@sarvasananda.com.br